POPULAÇÃO

Formação genealógica do povo Taipuense

A doação de sesmarias no inicio do século XVIII levou muitas famílias a estabelecerem-se no atual território do município. A formação étnica do povo Taipuense é composta por descendentes de portugueses que se estabeleceram no município ou que migraram de outras regiões do Rio Grande do Norte e da Paraíba. A composição da sociedade taipuense ainda contou com a participação do negro e do índio, embora em pequena  escala. As principais famílias radicadas no município deste o século XIX e seus troncos genealógicos são:

FAMÍLIA TRONCO GENEALÓGICO
Alves da Rocha Iniciada por Fabrício Maciel da Rocha e Maria Amélia de Souza
Andrade Iniciada pelo Coronel Manoel Eugenio Pereira de Andrade e seu irmão Vicente Eugenio de Andrade.
Arruda da Câmara Iniciada por Miguel de Arruda Câmara e Joaquina Benicia da Silveira
Balbino
Barbosa Iniciada por Alexandre Barbosa de Lima e Maria Barbosa de Lima.
Cruz Iniciada por Manoel Antônio da Cruz e Joana Florida da Cruz
Dias Iniciada por Sebastião Dias da Silva e Maria dias da Silva
Furtado
Gonçalves Iniciada por Francisco Gonçalves de Oliveira e Maria Gabriel Campos
Guedes Iniciada pelo Coronel Francisco Guedes de Paiva Fonseca.
Leite da Fonseca Iniciada por Manoel Leite da Fonseca e Salvina Maria da Conceição
Miranda Iniciada por Manoel Ferreira de Miranda e Anna Ferreira de Miranda
Pinheiro de Carvalho Iniciada por Francisco Pinheiro de Carvalho e Maria Amélia de Carvalho.
Praxedes Iniciada por Otávio Praxedes do Amaral e Maria das Dores Soares
Saldanha Iniciada por Gérvasio Saldanha da Silva e Ana Alves Ribeiro
Soares Iniciada por André Soares da Silva e continuada por João Soares da Silva e Romualda Brasiliana de Souza.
Viana Iniciada por Izabel Viana de Miranda, viúva de Manoel Rodrigues de Miranda.

Com o passar dos anos os casamentos entre estas famílias, transformaram Taipu em uma cidade de quase família única, pois todos de alguma forma são aparentados. Para que possamos entender melhor esta união, vejamos o esquema abaixo.

Relação de Parentesco entre as famílias de Taipu
arvore-geneologica-taipu

Vale salientar neste esquema genealógico, que a família Cruz foi à única a entrelaçar-se com todas as outras, inclusive nas atuais gerações, onde ainda é encontrado casamento entre primos.

Bibliografia

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DO RN.

CASCUDO, Luís da Câmara. Nomes da Terra. Fundação José Augusto. Natal.

CASCUDO, Luís da Câmara. História da Cidade do Natal. Fundação José Augusto.Natal.

GALVÃO, Hélio. História da Fortaleza da Barra do Rio Grande.

JORNAL Folha de Touros. 1995

JORNAL Gazeta do Vale.

LIVROS de Sesmarias do Instituto Histórico e Geográfico do RN.

SARAIVA, Gumercindo. Lendas do Brasil.

SENNA, Júlio Gomes de. Ceará Mirim Exemplo Nacional. 1972.